Quinta-feira, 22 de Novembro de 2007

A nossa especialidade

     Fatias de Tomar

 

     Este doce, macio e húmido, outrora designado de «Fatias da China», apresenta a forma de fatias de pão. São doces muito versáteis e podem ser servidos como sobremesa ou como acompanhante de chá.

     As Fatias de Tomar são um doce conventual por excelência, com origem no Convento dos Templários, porém, sem data de "nascimento". A primeira referência aparece em 1876, por João da Mata, em Arte de Cozinha e mais tarde, em 1928, em O doce nunca amargou, de Emanuel Ribeiro, que acrescenta ser uma especialidade da Região dos Templários.

 

     Receita

Ingredientes:

     - 24 ovos;

     - 1 kg de açucar;

     1 litro de água.

Preparação:

     As gemas, depois de separadas das claras, são batidas - à mão durante 1 hora ou durante 20 minutos na máquina eléctrica.

     Deita-se a massa numa forma oval com tampo, bem untada. Coloca-se a forma em banho-maria, deixando cozer durante 1 hora sem parar a fervura da água.

     Depois de cozido, desenforma-se o bolo que é cortado em fatias. Estas são introduzidas em calda da açúcar, já a ferver com a água, a uma temperatura de 102ºC aproximadamente. As fatias têm de ser viradas várias vezes.

     No fim, colocam-se as fatias numa travessa e regam-se com a calda, podendo ser enfeitadas com fios de ovos.

 

   Nota: As panelas  de folha utilizadas para a cozedura da massa, possuem uma chaminé, por onde se acrescenta água a ferver, de maneira a manter a forma sempre submersa. Estas panelas são um produto característico e artesanal da região.

Sentimo-nos:
Publicado por JmNp ~~ às 21:26
link do post | Comentar | Ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 21 de Novembro de 2007

Fatias de Cá

  • O que é?    

     O "Fatias de Cá" é grupo de teatro com sede em Tomar, criado em 1979.

     Actualmente tem 6 centros de produção teatral enquadrados pelo "Fatias de Cá - Mãe". Enquanto Companhia de Teatro, desenvolve projectos de âmbito profissional e amador, contando com mais de 100 membros.

  • Porquê "Fatias de Cá"?

     O nome "Fatias de Cá" inspira-se no nome de um doce regional - As Fatias de Tomar

     A receita deste doce pode ser considerada uma metáfora do acto teatral: batem-se as gemas de ovos demoradamente até obterem um aspecto cremoso e uniforme, indo depois cozer em banho-maria numa panela especial até ficarem com a consistência do pão que se fatia. Seguidamente, frita-se em calda de açúcar.

 


O Fatias de Cá usa como lema uma frase atribuída a Galileu:

 «Não resistir a uma ideia nova nem a um vinho velho»

 

Publicado por JmNp ~~ às 15:27
link do post | Comentar | favorito
Quarta-feira, 14 de Novembro de 2007

Instituto Politécnico de Tomar (IPT)

     O Instituto Politécnico de Tomar é uma instituição de referência no Ensino Superior Politécnico. Possui um Campus em Tomar que acolhe alunos das Escolas Superiores de Tecnologias de Tomar, de Abrantes e da Escola Superior de Gestão de Tomar.

     Uma das suas apostas é o equipamento dos laboratórios, únicos na Península Ibérica, permitindo relações com o exterior e dando aos alunos o confronto com situações reais.

     Esta instituição, para além das condições materiais excelentes, oferece uma relação de proximidade docente/aluno e sessões de acolhimento para facilitar a entrada dos «caloiros» na vida universitária, nomeadamente numa das três tunas académicas que anualmente abrem as inscrições para os recém-chegados.

 

 

     O IPT responde eficazmente às necessidades dos seus alunos possuindo:

 

          * uma residência no interior do Campus;

          * laboratórios;

          * salas de informática;

          * salas de simulação empresarial;

          * acesso à rede wireless a partir de qualquer espaço do Campus;

          * bibliotecas;

          * reprografias;

          * bares e cantinas.

 

Sentimo-nos:
Publicado por JmNp ~~ às 15:29
link do post | Comentar | favorito
Domingo, 11 de Novembro de 2007

A nossa tradição

  • A Festa dos Tabuleiros

     A Festa dos Tabuleiros, ou do Divino Espírito Santo, é uma tradição cultural e religiosa única no Mundo e das mais antigas do nosso País, realizando-se de 4 em 4 anos. Alguns investigadores defendem que esta festa teve origem em festas pagãs, outros acreditam que a sua génese remete para as festas de colheitas à Deusa Ceres.

     A festa divide-se em várias cerimónias, são elas:

          - Cortejo das Coroas;

          - Cortejo dos Rapazes;

          - Cortejo do Mordomo ou Chegada dos Bois do Espírito Santo;

          - Abertura das Ruas populares ornamentadas;

          - Cotejos parciais;

          - Jogos populares;

          - Cortejo dos Tabuleiros;

          - Distribuição da Pêza.

     As raparigas que participam nos cortejos trajam saia e camisa branca, uma fita de cor à cintura e à tiracolo, levam uma rodilha ou sogra e transportam os Tabuleiros. Por sua vez, os rapazes trajam calças pretas, cinta e barrete da mesma cor, este último no ombro, camisa branca e gravata da cor da fita da rapariga, que acompanha.

      O Tabuleiro tem a mesma altura da rapariga que o transporta.

     Para além das cerimónias já referidas, decorrem ainda espectáculos culturais e recreativos.

 

Publicado por JmNp ~~ às 18:45
link do post | Comentar | favorito

* Mais sobre nós

* Busca!

 

* Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

* Notícias

* Novidades e tal...

* SFGP

* Agenda Cultural

* Entrevista

* Música !

* Resultados do inquérito o...

* Lampreia!

* Tomar

* Roteiro

* Carnaval 2008

* Sótão

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* tags

* todas as tags

* Links

blogs SAPO

* subscrever feeds